Renda básica universal melhora bem-estar, mostra estudo da Finlândia

A ideia de uma renda básica universal, recebida por todos os cidadãos sem condicionantes ou contrapartidas, nunca havia sido objeto de um experimento tão amplo como o que foi feito na Finlândia recentemente.

As principais conclusões de um estudo divulgado nesta semana é que o programa foi responsável por um aumento significativo do bem-estar entre os beneficiados, além de uma modesta melhora no emprego.

Chamado de o estudo mais robusto do mundo sobre o tema pela New Scientist, o experimento feito na Finlândia durou dois anos, 2017 e 2018, durante os quais o governo concedeu o pagamento de 560 euros a 2.000 pessoas desempregadas aleatórias espalhadas pelo país, com idades entre 25 e 28 anos. Mesmo que arrumassem um emprego, eles continuariam recebendo o auxílio.

Durante o experimento, os beneficiários foram comparados com um outro grupo de 173.000 pessoas que recebiam benefícios de desemprego, no que diz respeito a bem estar e empregabilidade. Resultado: entre novembro de 2017 e outubro de 2018, as pessoas do primeiro grupo trabalharam em média 78 dias, seis dias a mais do que as do último.

As pessoas que receberam renda básica em vez de benefícios regulares de desemprego também relataram melhor bem-estar financeiro, saúde mental e funcionamento cognitivo, além de níveis mais altos de confiança no futuro.

O estudo revelou ainda um aumento maior no emprego de pessoas em famílias com crianças, bem como naquelas cuja primeira língua não era o finlandês ou o sueco. Os pesquisadores ainda não sabem ao certo o porquê.

Os resultados preliminares, divulgados em fevereiro do ano passado, anteriormente não haviam encontrado diferença entre os dois grupos para o número de dias trabalhados em 2017.

“O dinheiro importa, mas por si só não basta para promover significativamente oferta ou demanda de trabalho”, disse Minna Ylikännö, do Instituto de Seguro Social da Finlândia, em anúncio sobre as descobertas, na quarta-feira,6.

Fonte: https://exame.abril.com.br/economia/renda-basica-universal-melhora-bem-estar-mostra-estudo-finlandes/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *