MULHERES CHEFES DE FAMÍLIA NÃO ESTÃO CONSEGUINDO RECEBER OS R$1.200,00 DA RENDA EMERGENCIAL

Na lei está garantido, todas as mulheres, chefes de família, sem companheiro, devem requerer o benefício emergencial e receber o valor de R$1.200 (benefício dobrado). Porém, mesmo que registre o campo ✅ chefe de família, as mulheres tem relatado alguns problemas:

  • Na hora de registrar como chefe de família não indicam seus filhos (isso é obrigatório, mãe e filhos com CPF);
  • O pai das crianças se antecipa e registra o CPF como dependente dele, mesmo que não more com as crianças
  • OU seguem na famosa e detestável análise

O que fazer? Se negado, refazer o cadastro, prestando bastante a atenção para marcar o campo “chefe de família” e colocar os dados completos das crianças.
Se não consegue cadastrar os dados das crianças, pois o pai já cadastrou, precisa registrar junto ao Ministério da Cidadania, nem que seja pelo 111.

Nós estamos buscando uma ação judicial para isso! Além do que, o governo Bolsonaro não está ajudando em nada às mulheres receberem o que é seu direito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *